Novidades no Blog

Muitos conhecem esse blog pelos produtos que são vendidos aqui e também pela coleção aqui mostrada, mas resolvi dar um novo ar para esse blog e dicidi criar algo para dar mais movimento a esse blog tão parado ultimamente.

A partir dessa semana vou postar semanalmente uma análise de algum item de saint seiya que faz parte da minha coleção. Acho que será interessante  para os visitantes do blog, tendo em vista que existem muitos produtos de saint seiya que muitos fãs desconhecem ou sabem muito pouco a respeito.
Toda a análise será feita do meu ponto de vista sobre o item, um anime tão famoso quanto saint seiya certamente tem uma vasta linha de produtos, mas  convenhamos que nem todos são merecedores de elogios.
Para abrir com chave de ouro, vou postar essa semana uma análise do pégaso dourado edição comemorativa dos 3 milhões de cloth myths vendidos. Como é o primeiro post, farei também a análise dos mangás jump remix, ou seja nessa inauguração serão analisados 2 itens.

 

Pégaso dourado edição comemorativa dos 3 milhões de cloth myths vendidos 

   

Esse produto me chamou a anteção antes mesmo de abrir ele, a embalagem dele é muito chamativa e muito luxuosa. A caixa externa dele, diferentemente dos demais cloth myths, e de um material mais duro e as peças
são acondicionadas em 2 caixas de jóias(para se ter uma idéia, até a tampa é acolchoada) ao invés de plásticos e essas caixas estao protegidas por uma outra caixa muito bonita também, ou seja, o produto é protegido por 4(!) caixas.
O boneco tem um brilho único, o brilho do mais puro ouro, o brilho de uma verdadeira jóia. Esse item é o mais luxuoso item produzido em larga escala que eu vi a bandai fazer.
Como sou um colecionador que dá preferência para itens raros e/ou interessantes, particularmente gostei muito desse item, mesmo não existindo um pégaso V3 dourado na história(gosto também dos V1 dourados e V2 negros da linha classica). É um item que impressiona desde a sua embalagem até o produto em si, por isso o Blog Saint Paradise recomenda esse item para todos os colecionadores, quem tiver oportunidade de ter um desse em mãos, não perca tempo.


Caixa externa(frente e verso)



Caixa interna(frente e verso)

 


caixa que acondiciona o produto e a tampa acolchoada 

 


Boneco acondicionado em caixa de jóia

 

Mangás Jump remix

Com a euforia da estréia da fase elísios(e também para enfiar mais uns ienes no bolso XD) a editora shueisha decide re-(re-re-re)lançar o mangá saint seiya no Japão. Não faz muito tempo, para ser mais exato em 2006, saiu no Japão as kanzebans que é a versão final(e a mais style) do mangá, que tem um formato maior que um tankobon e apresenta várias páginas coloridas, como na sua publicação original na shonen jump. E apenas um ano depois nos apresenta a versão"econômica" do mangá. Dia 8 de dezembro de 2007 sai a primeira ed. da jump remix, de venda exclusiva para as lojas de conveniência(conhecidas no Japão como combini), rendeu 12 volumes(algumas eds. chegam a ter 550 paginas!!!) sendo eles publicados quinzenalmente.
Muitos se perguntam: mas porque versão economica? Simplesmente pelo mangá ser feito do mesmo material dos mangás publicados semanalmente no Japão(aqueles que parecem uma lista telefônica), o mangá sendo semanal, óbviamente é feito de um material barato e bem acessível a todos(entenda isso por capa fininha e papel de jornal reciclado).
Abrindo o mangá vc logo nota falta de algo, nessa publição foram cortadas os esquemas das armaduras, nas 12 eds. não tem umazinha se quer!!! Em troca disso temos em raras eds.(a maioria não tem nada além da história) uns caracter sheets bem xulos com propaganda dos eps. da fase elisios (bem caça níquel mesmo).
A ed 11 pelo menos trouxe um story file dos eps 3 e 4 da fase elísios, o problema é que eles fizeram isso depois do lançamento dos mesmos, o que não acrescentava em nada. Um outro destaque da ed. 11 é a capa, nela foi usada uma imagem inédita.
Na minha opinião esses mangás são itens totalmente dispensáveis e para quem mora no Brasil, importar eles é dinheiro jogado fora, convenhamos que 28 reais por uma ed. tão xula, não vale a pena. Uma última nota sobre esse mangá. Em 2003 quando a série reapareceu no Japão com a estréia da saga de hades, foi lancada uma coleção da jump remix, isso mesmo, antes dessa já tinham lançado outra jump remix.(então a atual teria que se chamar jump reremix XD).
Esses mangás eram mais fininhos que a jump remix analisada e logicamente tiveram mais edições, 5 delas vieram com os candy toys dos cavaleiros de bronze V2 reluzidos a ouro (apesar de bem feins, melhor do que nada né…).

Com tantos pontos negativos e pouquíssimos positívos, o blog Saint Paradise realmente não recomenda esse produto, principalmente para aqueles que não possuem ainda os mangás de saint seiya. Mesmo a ed. brazuca sendo muito inferior ao tankobon japonês, é melhor do que a jump remix, além de que comprando elas você estará contribuindo com o mercado brasileiro de mangás.


capas com propagandas da fase elisios 

 
capa inédita

Anúncios
Esse post foi publicado em Análise. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s